Meu Sebrae

0800 570 0800

Casos de Sucesso

Indústria de medicamentos veterinários naturais supera desafios e cresce em mercado em ascensão

Medicamento veterinário desenvolvido na empresa (Foto: Divulgação)

Passo Fundo – A indústria de medicamentos veterinários Curantur, com sede em Passo Fundo, já nasceu com um conceito inovador. Há apenas quatro anos no mercado, sempre teve como meta trabalhar pela qualidade de vida animal, pela preservação da natureza e por um ambiente livre de elementos contaminantes. Assim, produz medicamentos ecologicamente corretos, com princípios ativos naturais colocados no mercado após vários anos de experiências clínicas. O nome da empresa deriva de uma expressão latina Similia similibus curantur, ou seja, semelhante pelo semelhante se cura. É a natureza curando a natureza.

Entretanto, o crescimento da pequena empresa trouxe consigo desafios e dúvidas sobre como seguir empreendendo sem perder o foco do profissionalismo e da sustentabilidade, como passar de um estágio de produção artesanal para industrial e, principalmente, como manter o mercado atualizado sobre seus produtos e novidades voltados a bovinos, equinos, ovinos e caprinos.

As respostas vieram por meio da adesão da Curantur ao programa Agentes Locais de Inovação (ALI), desenvolvido pelo SEBRAE/RS em parceria com o CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. O ALI disponibiliza para pequenas empresas do Estado assessoria especializada e gratuita voltada ao desenvolvimento de inovações tecnológicas em produtos e processos nos setores da Indústria, Comércio e Serviços.

“Com o ALI identificamos onde estávamos e onde poderíamos chegar sempre tendo como base o respeito pelo meio ambiente e a produção de alimentos não-contaminados”, destaca o proprietário da empresa, Adriano Echevarne. O programa, conforme ele, foi decisivo no reconhecimento das potencialidades da Curantur, na reestruturação do trabalho bem como na projeção de metas e na identificação de novas oportunidades de mercado. “Todo esse processo foi muito importante, pois nos auxiliou nas tomadas de decisões.”

Além de profissionalizar a equipe e ampliá-la com novas contratações, foram surgindo oportunidades de otimização dos recursos disponíveis, desenvolvimento de embalagens mais modernas com novo design e material que garante a conservação adequada dos produtos, maior divulgação e a sensibilização dos consumidores, especialmente proprietários de unidades rurais e técnicos agropecuários, em relação à adoção de medicamentos naturais que atendam às necessidades do mundo animal em toda a sua complexidade.

O resultado de todo esse trabalho está estampado em um dado notável: a empresa atingiu, em janeiro de 2013, a meta de vendas projetada para 2016, demonstrando crescimento em um mercado em ascensão. A construção de sua sede própria, em fase de finalização, também demonstra o importante momento vivido pela indústria.

O excelente desempenho da Curantur motivou Echevarne a solicitar consultoria do SEBRAE/RS em planejamento estratégico para alinhar as novas metas, visão e adequar o posicionamento da empresa frente aos novos desafios. A indústria conta, atualmente, com colaboradores nas áreas de pesquisa, produção e fomento. “No laboratório farmacêutico contamos com veterinários e, no campo, técnicos agropecuários, zootecnistas, veterinários e agrônomos. Na planta industrial são sete colaboradores e, externamente, aproximadamente 12 parceiros”, afirma o empresário. A maior profissionalização da Curantur se reflete na contratação de dois farmacêuticos para supervisão da produção, garantia da qualidade e responsabilidade técnica.

Evolução notável

Para Joice Barea Melo, a agente local de inovação, que atendeu a Curantur, a participação ativa da empresa e a sua evolução no decorrer do programa foram fundamentais para a obtenção dos excelentes resultados. “Quando iniciamos o trabalho, em 2012, me deparei com um empresário com muitas dúvidas e insegurança sobre o futuro da sua empresa. Ao finalizar o atendimento, dois anos depois, a situação era completamente diferente. A empresa apresentou uma excelente evolução com crescimento de 23% no grau de inovação global atingindo um escore de 4,8 pontos, sendo que a metodologia aplicada prevê um escore máximo de 5 pontos”, comemora Joice.

O destaque – de acordo com a agente – fica por conta da dedicação de gestores e colaboradores da Curantur que, efetivamente, aplicaram os conhecimentos e ferramentas repassados e ainda hoje buscam uma melhoria contínua e um diferencial no mercado. “Tenho certeza de que a empresa está no rumo certo e que já construiu uma base sólida para o seu sucesso e crescimento sustentável”, afirma Joice.

Entre as sugestões para a continuidade do trabalho de permanente inovação, a agente sugeriu à empresa a ampliação das ações de divulgação do plano de marketing para expansão de mercados; buscar novas tendências em produtos, agregando alternativas e aumentando o mix oferecido; participar de eventos e feiras do setor e buscar constantemente informações, mantendo-se atualizado; e, realizar pesquisa de satisfação com os clientes, criando um indicador de qualidade para a empresa, entre outras ações.

O proprietário da empresa, Adriano Echevarne, sabe que para se manter no mercado é preciso estar em permanente movimento: “Vamos aderir a novos projetos e consultorias do Sebrae, além de buscar parcerias com a Universidade de Passo Fundo, permitindo que a empresa dê sequência no trabalho iniciado com o ALI”. Ele ressalta que a segurança obtida por meio do acompanhamento da agente para as tomadas de decisão e a importância de ouvir de consultores especializados que a empresa está na direção certa o deixou mais confiante. “Antes me sentia inseguro para investir, contratar e para planejar aumento de produção e vendas, hoje, não”, conclui.

Produtos da empresa

A Curantur trabalha basicamente com três linhas de produtos. A Lactans foi desenvolvida visando a produção de leite e proteção da glândula mamária com remédios que atuam desde a limpeza da glândula até a desestrutura de colônias de bactérias resistentes. A linha Fecunditas disponibiliza medicamentos desenvolvidos para as fases da vida reprodutiva do animal atuando desde o anestro estimulando cios ao período de secagem das vacas, facilidade no parto e infusão uterinas regulando o pH para uma implantação do óvulo, prenhezes positivas. Já a linha Locus apresenta remédios que atuam nas lacunas de produção, que atuam como modificadores orgânicos para nutrição, estimulando o equilíbrio tanto na nutrição quanto nos casos de verminose até protetores para diarréias de animais recém-nascidos.

Programa ALI

O SEBRAE/RS, em parceria com o CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico –, criou o programa ALI – Agentes Locais de Inovação, que disponibiliza para pequenas empresas assessoria especializada e gratuita para o desenvolvimento de inovações tecnológicas em produtos e processos nos setores da Indústria, Comércio e Serviços. As ações sugeridas pelo agente ALI são resultado do diagnóstico realizado na empresa a partir de um atendimento individualizado.

Entre os benefícios da implantação do programa nas empresas estão a realização de diagnóstico para identificação de oportunidades de melhorias; a construção de um plano de ação para inserção de soluções inovadoras no ambiente da empresa; auxílio no processo de implantação dessas soluções; informações sobre inovação e tecnologia; aproximação com Instituições Científicas e Tecnológicas e realização de avaliação dos resultados gerados.

Atualmente, são atendidas empresas de municípios das regiões Metropolitana (Alvorada, Cachoeirinha, Gravataí, Porto Alegre e Viamão); Planalto (Carazinho, Casca, Marau, Não-Me-Toque, Passo Fundo e Tapejara); Serra (Bento Gonçalves, Canela, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Gramado, Nova Petrópolis, São Francisco de Paula e São Marcos); Sinos (Araricá, Campo Bom, Canoas, Dois Irmãos, Estância Velha, Esteio, Igrejinha, Ivoti, Nova Hartz, Nova Santa Rita, Novo Hamburgo, Parobé, São Leopoldo, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Taquara, Três Coroas e Rolante); Sul (Pelotas, Capão do Leão, Rio Grande e São José do Norte); Vales do Taquari e Rio Pardo (Arroio do Meio, Bom Retiro do Sul, Candelária, Cruzeiro do Sul, Encantado, Estrela, Lajeado, Paverama, Rio Pardo, Santa Cruz do Sul, Teutônia, Venâncio Aires e Vera Cruz).

Copyright SEBRAE 2012

SIGA O SEBRAE NAS REDES SOCIAIS:

facebook twitter youtube